Os moços cantam – Rubem Braga

O Zero Onze

741490764-divulgacao-pmci-rubem1

Nesta última semana li, ao menos, 50 crônicas do grande Rubem Braga. Foi um aprendizado. Não só para futuros textos, mas, também, sobre a vida passada. Admito – emocionei-me em diversos trechos. Para o cronista, a música foi um imenso desejo – uma mulher que sempre sonhou. Citava e falava do mundo musical constantemente. Dava palpites e era quase um crítico do MPB dos anos 50. “Escrevo de palpite, como outras pessoas tocam piano de ouvido”, dizia.

Ver o post original 418 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s