O Branco Negro: Reflexões superficiais sobre o Hipster – Norman Mailer (1957) [tradução]

Antimidia

thewhitenegro-capaThe White Negro é um fluxo de consciência frenético e desenfreado que propõe uma reflexão sobre a geração de jovens brancos que, entre os décadas de 1920 e 1950, viram na cultura do Negro, e do jazz, uma forma de fugir do conformismo de uma sociedade conservadora. Os hispters.

Tradução | Eder Capobianco Antimidia
Revisão da Tradução | Prof. Jorge Augusto da Silva Lopes

Nossa busca pelos rebeldes desta geração nos levou ao hipster. O hipster é uma infâmia terrível virada do avesso. Um personagem de seu tempo, ele está tentando voltar ao conformismo para não ser notado…Você não consegue entrevistar um hipster porque seu principal objetivo é manter afastada uma sociedade que, ele pensa, está tentando transformar todos em sua própria imagem. Ele usa maconha porque isso supri ele de experiências que ele não pode compartilhar com os “quadrados”. Ele pode ser afetado por um chapéu de…

Ver o post original 9.171 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s