O cortejo fúnebre da civilização ocidental

Habemus Ágora

Deus/religião, família, pátria (que na verdade é um bom eufemismo para Estado): por muitos anos, a humanidade conseguiu se guiar e se alicerçar nesses valores.

Hoje, com os grandes discursos esgotados, não há mais narrativa pré moldada que seja capaz de se sustentar e, principalmente, de nos sustentar. Em uma época que a globalização atingiu cada vez mais os indivíduos, cabe a cada um construir sua própria razão de ser, sem contar com as discursividades falidas.

Assim, falando, parece fácil, mas não é: basta olhar para os lados e ver a nossa perspectiva de (falta de) futuro. Muita gente, pouco recurso. Muita riqueza, pouca distribuição. A animalidade afetiva nunca antes esteve tão disfarçada em discursos de racionalidade e de boas intenções. O homem nunca foi tão irracional quanto quando tenta usar a razão para justificar suas idiossincrasias.

Pelo visto, a humanidade não está tão preparada assim para lidar com suas…

Ver o post original 25 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s