Adeus Sérvulo Esmeraldo, artista das decisões objetivas e intuitivas

Arte, aqui e agora

A obra de Sérvulo Esmeraldo, artista plástico cearense que morreu ontem, quarta-feira, tem aquela qualidade rara que se encontra sobretudo nos grandes mestres: coerência interna. Para ele, apesar de abstrata, a arte era uma odisseia particular. Não lhe bastava a aparência das imagens estéticas reconhecíveis como de “vanguarda”. Jamais desenvolveu formas gratuitas. Seu trabalho possui a lógica e a poética de um artista manual que não afasta o acaso, a surpresa e a especulação lúdica. Ele procurava sempre o próprio caminho e identidade.

Sérvulo Esmeraldo
Faltava menos de um mês para este artista de renome nacional e internacional completar 88 anos (27 de fevereiro), quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) no último fim de semana, em Fortaleza. Suas obras estão na exposição A Linha, A Luz, O Crato, com curadoria de Dodora Guimarães, sua companheira há quase quatro décadas.

O fato de esta ser a sua última exposição é simbólico. Sérvulo…

Ver o post original 255 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s