Conto – “Criança de Domingo”

Discurso Indireto Livre

Bom, este é o primeiro (de muitos, espero) conto que eu publico neste blog. Escrevi-o inteiro em uma tarde, de uma vez só, e, salvo alguns trechos pequenos, não foi revisado. Ele já foi publicado em uma cartonera, a primeira Antologia de LAMC.

Criança de Domingo

***

Caralho, olha o minininho ali, todo fudido!

Porra, vai alguém ajudar o minininho!

Caralho!

Era a terceira vez aquele mês que o minininho amanhecia todo fudido com a cara no meio-fio e os chinelo tudo largado na rua. A primeira vez a dona Jussara levou ele pra dentro, deu um banho, catou o mertiolate na cozinha e passou nos ralado dele, depois botou pra dormir na esteira. Quando deu meio-dia o minininho acordou e saiu andando todo desconjuntado, aí ela botou ele na esteira de novo, deu água, café com leite e bolacha pro moleque comer, matou a fome dele, daí. Depois de…

Ver o post original 4.095 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s