Snowden: herói e mártir

...rastros de carmattos

A múltipla escolha acrescentada no Brasil ao título original de SNOWDEN: HERÓI OU TRAIDOR? procura inspecionar a opinião do espectador, mas absolutamente não se justifica no filme de Oliver Stone. Para o cineasta, frontalmente crítico ao status quo do governo americano, Edward Snowden é, sim, um herói. É um homem que nunca titubeou na convicção de que estava fazendo a coisa certa para colocar a segurança dos cidadãos acima da segurança do estado.

“Você terá outras maneiras de servir ao país”, prevê o oficial do Exército que o dispensa após um acidente de treinamento. A súbita aparição do Snowden real no lugar do ator Joseph Gordon-Levitt nas sequências finais, ao som da trilha sacralizante de Craig Armstrong, não deixa lugar para a opção “traidor”. Logo, o título brasileiro sugere uma polêmica que não está no filme, mas supostamente em sua recepção pelo público.

Independente do julgamento de cada um, SNOWDEN…

Ver o post original 242 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s