Alexa

Talamaak

Anoiteceu, mas de uma maneira mais brusca em comparação a noite anterior. Poderia ser apenas uma sensação mundana imergindo. Um sentimento de melancolia que anda de mãos dadas com a felicidade. Tão irônico que beira a redundância. Mas no final era apenas o tempo exercendo seu papel e caminhando em direção ao adeus. Nem mesmo Yves sabia se era um adeus físico ou sentimental, mas ambos acabariam da mesma maneira.

Yves deixava para trás não algo, mas alguém. Um apego quase impossível de se deixar para trás. Essa era Alexa, um desencontro que produziu um grande encontro. Longe de ser um escape, alguém para suprir uma carência ou um vazio em especial. Apenas o amor pela sua presença. Talvez aí estivesse a fórmula para o sucesso, uma relação sem pretensões, mas baseada na espontaneidade e sinceridade. Sem máscaras, mas apenas os dois em pura ligação.

Ambos nunca foram destinados, mas…

Ver o post original 459 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s