Universos paralelos? Previsões macroscópicas da mecânica quântica.

Larissa Santos

Antes de descobrirmos porque não enxergamos franjas de interferência (comportamento ondulatório) ao atirarmos gatos em experimentos de fenda dupla (veja o post baralho, gatos e probabilidades), vamos pensar além.  O conceito quântico afirma que na natureza existe uma superposição de estados, na qual, por exemplo, o gato (de Schrodinger) pode estar ao mesmo vivo e morto. Ora, se isso acontece, então porque a evolução do próprio universo não pode ser uma superposição de diferentes estados? Talvez, aquela idéia de universos paralelos… o gato estaria de fato nos dois estados, vivo e morto, mas em cada caso só se tem uma compreensão do que ocorre no seu próprio universo.  O multiverso descreveria, portanto, um grupo de todos os universos possíveis. Hugh Everett III pensou nisso pela primeira vez na metade da década de 1950 enquanto cursava o doutorado na Universidade de Princeton nos Estados Unidos. Nesse ponto de vista, o…

Ver o post original 332 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s