Epitáfio

Cabeça de Bardo

“As pessoas costumam dizer que amam a vida. Peço perdão se parecer inconsequente ou qualquer coisa do tipo, mas isso é algo que não consigo entender. Eu, em toda minha insignificância, prefiro amar a morte.

Talvez as coisas sejam assim por culpa minha. Normalmente a culpa é minha, então estou apenas assumindo que, dessa vez, não seja diferente. Como costumavam me dizer: não me esforcei o bastanteSe isso é verdade eu não sei, mas agora é tarde para dizer. O revólver já está carregado. Mas bem, não é exatamente disso que quero falar. Estou escrevendo agora porque, pelo menos uma última vez, quero contemplar algumas coisas que já me fizeram acreditar que a vida vale a pena.

Ver o post original 808 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s